O regresso da telescola

Foi no passado dia 20 de abril que tiveram início, na RTP Memória, as emissões da “nova telescola”, hoje denominadas por “Estudo em Casa”. Pelas 09h00 da manhã, milhares de alunos do 1º e 2º anos sentaram-se em frente à televisão. A transmissão decorre até ao final do ano letivo e respeita as aprendizagens essenciais determinadas pelo Ministério da Educação.

De segunda a sexta-feira, os conteúdos educativos têm lugar entre as 09h00 e as 17h50, com intervalos de dez minutos entre os segmentos. As sessões são transmitidas na RTP Memória, através do cabo e da posição 7 da TDT, mas a televisão não é o único recurso disponível. As aulas são também disponibilizadas online através da RTP Play ou através de uma App. É ainda possível rever através do YouTube, onde os materiais serão carregados em cinco canais diferentes divididos por ciclos.

Importa salientar que este espaço pedagógico não substitui os professores. A iniciativa #EstudoEmCasa tem, sim, como objetivo complementar o trabalho dos professores, ajudando docentes, estudantes e os próprios pais a adaptarem-se ao novo modelo de ensino.

Na atual modalidade de ensino à distância, este pode ser um recurso de primeira linha, em particular, no caso dos alunos ainda sem acesso à Internet ou a tecnologias digitais. De acordo com a Direção-Geral da Educação, “estes recursos organizam-se em blocos temáticos de 30 minutos, agregados para vários anos, blocos comuns e recursos para PLNM (…)”.

A DGE acrescenta ainda que se vão cumprindo, “(…) ao longo do período, a maior parte das componentes curriculares, organizadas disciplinar e interdisciplinarmente (…)”, complementadas por informação a disponibilizar pela entidade.

O arranque do projeto #EstudoEmCasa revelou-se um sucesso de audiências. No primeiro dia de emissão, a RTP Memória foi o quarto canal mais visto em Portugal. Os dados de audiência apontam para o equivalente a uma média de 125.200 telespetadores.

Consulte o horário completo das emissões em https://estudoemcasa.dge.mec.pt

Partilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *